Patologia Cirúrgica e Citologia

Central de Relacionamento:
(11) 3549-2222
Whatsapp: (11) 94903-3915 

Trabalhe
Conosco

Anátomo Patológico

O Anátomo Patológico consiste na avaliação macro e microscópica de tecidos e células de um paciente. É um procedimento realizado por médicos especializados em Patologia Cirúrgica Geral, é necessário para o diagnóstico de doenças ou para estabelecer o estadiamento de tumores.

Com o material coletado na biópsia é possível identificar os aspectos anátomo-patológicos do tumor e informações que determinam o perfil da doença, seu tipo histológico, grau de malignidade e prognóstico.

Tipos de Tecidos analisados no Anátomo Patológico:

Biópsia simples:

Análise de fragmentos de tecido retirados por intervenção de pequeno porte (cirúrgica, endoscópica, com agulhas, raspados ou curetagem).

Peça cirúrgica ou anatômica:

Análise de órgão ou parte do órgão retirados por métodos cirúrgicos.

As etapas do processamento

A primeira etapa de processamento do anátomo patológico é a análise macroscópica que permite escolher as áreas mais adequadas e representativas. Posteriormente, o fragmento de tecido é incluído num bloco de parafina.

O Bloco de parafina (agora com o fragmento) é submetido a cortes finos o suficiente para que se tornem translúcidos a luz do microscópio permitindo, assim, a visualização das células. Esses cortes são fixados nas lâminas.

Após essa etapa, as lâminas são coradas (com diferentes corantes), para diferenciar as partes (citoplasma e núcleo) das células, possibilitando, assim, identificar ao microscópio tecidos normais e diferenciá-los dos tecidos doentes ou com tumor.

Acondicionamento

A grande maioria das Biópsias ou peças cirúrgicas que são encaminhadas para análise de Anátomo Patológico são acondicionados e conservados em formalina (formol a 10%), no entanto para algumas análises, usa-se também a Solução de Bouin.

Exame per-operatório por congelação

Em alguns casos, faz-se necessário realizar o procedimento per-operatório por congelação, que é realizado no momento da cirurgia. O objetivo desse procedimento é apoiar a decisão da conduta da equipe de cirurgiões.

Esse procedimento consiste na realização de cortes histológicos a partir de material a fresco. Para que sejam feitos estes cortes é necessário congelar o tecido e fazer os cortes utilizando-se um equipamento chamado micrótomo ou criostato.

Posteriormente a lâmina é corada com Tionina ou Hematoxilina e Eosina. Durante o congelamento existe uma cristalização da água intra-citoplasmática que leva a uma deformidade da célula. Estas alterações devem ser levadas em consideração na interpretação e diagnóstico. Algumas vezes não é possível ter um diagnóstico neste momento e faz-se necessário aguardar os cortes definitivos para o diagnóstico conclusivo.

Equipe de Patologistas

Nossa equipe de patologistas é altamente capacitada e possui experiência e especialização em diversos segmentos da Patologia Cirúrgica Geral.

Exames

A Diagnóstika oferece uma série de exames em diversas especialidades. Conheça:

Unidades

São Paulo

Rua Frei Caneca 1.119 - Consolação
01307-003 São Paulo - SP Brasil
Telefone: (+55 11) 3549-2222
info@diagnostika.med.br

Rio de Janeiro

Av. Presidente Vargas, 962
3º andar - Centro
20071-001 - Rio de Janeiro - RJ Brasil
Telefone: (+55 21) 2567-7301
inforj@diagnostika.med.br


By Bhtec